Eu me pergunto quando foi que comecei a  reparar na linha curva que seu lábio faz quando me cumprimenta , quando comecei a reparar nas rugas no canto dos seus olhos … e que quando você anda do meu lado deixa suas mãos encostarem na minha e eu realmente tenho que te dizer o quanto eu adoro isso , o quanto eu adoro o timbre da sua voz quando me liga de manhãzinha, quando beija a minha testa e me diz ” deixa que eu cuido de você”. Eu adoro cada pedacinho seu, adoro até o jeito que me interrompe, a maneira como fica olhando dentro dos meus olhos , eu adoro cada pedacinho seu , e eu adoro pertencer a você. 

  Marcos estava acordado , estava encarando o teto já havia algum tempo . A cidade já estava quieta , mas , a cabeça de marcos continuava a fazer barulho , era invadida por 1 zilhão de pensamentos. Seus olhos ardiam. Ele apertava sua mão contra o peito , tentava conter a angustia que gritava dentro dele. Era ela. Ela causava tudo isso nele , desde o momento em que sorrira em sua direção , desde o momento em que  á vira com outro , quando passava por ele e seus cabelos deixavam o perfume para trás. Era ela . E ele sabia , sempre soube , que ela nunca seria dele.

Eu queria , eu quero . Com todas as minhas forças , com todo o meu lado sã -que você não contaminou com seu lado insano – tirar você de mim , pois , por mais que eu venho te removendo , você deixou estilhaços , e eles estão marcados com lembranças , marcados com sua risada contagiante  , com as curvas dos seus cachos , com sua barba rala , suas mãos quentes , e seus lábios macios … 

” embora eu achasse que estava aprendendo a viver, estava aprendendo a morrer ”
(Leonardo da Vince )

John Titor, o viajante do tempo…

Nos anos 2000 a internet já era popular, mas nada comparado ao panorama atual, com a explosão das redes sociais e a facilidade em encontrar dados pessoais sobre qualquer um. Na década passada, os fóruns de discussão destacavam-se entre outros sites, já que eram páginas movimentadas e restritas a temas específicos, como certos esportes, filmes ou games.

Foi em um desses fóruns que surgiu um dos personagens mais misteriosos da internet. A partir de conversas com outros membros do local, John Titor dizia ser um viajante do tempo. Isso mesmo: ele teria vindo de anos futuros para cumprir um determinado objetivo e conversar com a população daquela época.

O que poderia ser apenas uma brincadeira de mau gosto ganhou proporções incríveis – e um mistério que até hoje intriga quem utiliza a rede mundial de computadores.

O viajante misterioso

“Saudações. Eu sou um viajante do tempo do ano de 2036”. Era assim que começava o primeiro dos vários textos assinados por John Titor em 2001, no já extinto fórum Artbell. De início, a mensagem causou espanto, polêmica e até piadinhas. Após alguns questionamentos, o tal visitante de outro período começou a esclarecer algumas questões sobre as próximas décadas com uma segurança incomum.

Titor dizia morar com a família em uma base militar em Tampa, no estado norte-americano da Flórida. Antes de “aterrissar” no ano de 2001 para questões particulares, ele tinha uma missão no ano de 1975. O objetivo era coletar um 5100, um dos primeiros modelos de computador pessoal fabricado pela IBM. De acordo com o viajante, a máquina possuía uma “função acidental” e única (uma peça, talvez?) que foi pouco divulgada pela empresa – mas era algo essencial para traduzir códigos em 2036.

John Titor, o viajante do tempo

O “emblema militar” encontrado nos documentos mostrados pelo viajante. (Fonte da imagem: Anomalies)

A interação com os membros do fórum foi pacífica. Muitos perguntavam quem ganhou torneios esportivos ao longo dos anos e em quais empresas valia a pena investir, por exemplo, mas Titor não revelou nada que pudesse ser “eticamente incorreto”, já que ele estaria fornecendo informações privilegiadas ao povo do passado.

Durante os meses de debates, o homem conquistou a opinião de algumas pessoas, que concordavam que era impossível provar que ele era um viajante temporal, mas que achavam os argumentos bastante convincentes.

O mundo em 2036

Titor fez longas postagens sobre as lembranças que ele tinha de seu ano original, especialmente sobre a política norte-americana e alguns assuntos como saúde e tecnologia.

De acordo com ele, o meio ambiente estaria infestado por radiação e doenças, o que obriga a produção de alimentos em locais internos. Já as universidades seriam ainda mais importantes, já que possuem bibliotecas. E 2012? “Aconteceram coisas incomuns neste ano, mas nada que leve o mundo ao fim”.

Apesar de o cotidiano no futuro ser como “a vida em uma fazenda”, as pessoas passariam “muito mais tempo lendo e conversando pessoalmente”. Já a religião seria bastante valorizada – e as diversas crenças bem mais toleradas.

Mas nem tudo são flores no futuro: de acordo com ele, a partir de 2004, uma guerra civil começaria nos Estados Unidos após o resultado das eleições presidenciais daquele ano. O conflito ganharia contornos mundiais até que, em 2015, a Rússia lança um míssil no país, dizimando estados inteiros e começando uma curta e intensa Terceira Guerra Mundial.

Isso teria causado uma fragmentação dos Estados Unidos em cinco unidades com cinco presidentes, além de uma nova Constituição. Além disso, água seria muito difícil de ser obtida e itens simples em nosso cotidiano, como bicicletas, seriam bastante raros.